28 de dez de 2009

Solidão

.

                     Eu sigo o meu caminho incompreendido
Sem crença e sem amor, como um perdido
                                                                  Na certeza cruel que nada importa.

               Às vezes vem  c a n t a n d o      um                passarinho



                                                                                    Mas passa.

26 de dez de 2009

O insuportável.



http://www.albinoblacksheep.com/flash/youare

Sabe aquele ser que supõe ter Liberdade com as pessoas e acaba sendo inteiramente importuno e intolerável? Esse tipo de ser me desgasta. Perco o meu pouco humor em um segundo.
É terrível você estar em uma roda de amigos/conhecidos conversando algo produtivo, cultural e inteligente , quando de repente aparece aquele amontoado de cocô em forma de ser humano e começa a falar asneira, como não consegue “enturmar” de forma sutil e agradável , sua mente limitada inicia a seção de comentários idiotas sobre assuntos nada produtivo .

Então, foi isso meu dia hoje. Cheguei em Formiga morta da viagem passei o Natal com a família e fui rever alguns amigos. Tudo normal . Até  que aparece o contador de piadas , o tirador de onda, o mais fodão em tudo. Que preguiça.. sempre com os mesmo cansativos papos.. Ex comigo:

“Nossa Marina como você é branca !”

Meu Deus eu acho que eu me conheço a dezessete anos e sei que sou uma albina , que minha família é de branquelos, que eu vou ter câncer de pele por ser tão desprovida de melanina.Mas eu reflito,  qual o motivo desse comentário? Será que tinha algum cego querendo reconhecer o ambiente? O que isso somou para a sua vida tão vazia? NADA.

Isso porque me considero um poço de educação, apesar da minha cara um tanto fechada por natureza, eu não costumo ser mal educada com pessoas que eu não tenho LIBERDADE , que comprimento apenas por conveniência. Poderia dizer “ Nossa cara como você e um gordo chato e sem conteúdo!” . Mas realmente não vale a pena, algumas pessoas nascem predestinadas a isso, fazer o papel de Boçal.
Mas do mesmo modo boçal que o cara lá é, aqueles que acham graça nos comentários acabam tornando-se mais estúpidos do que o próprio Falador de besteira.

“ Risos, nossa cara cê é foda!”

Tenha dó, além do calor lazarento, da canseira, do sono, ter que suportar esse tipo de pessoa , torna as saídas um tanto quanto desanimadoras..
 

22 de dez de 2009

Persona

Sou porta torta, nasci sem tempero



Entregue ao mundo pela frieza


Tenho alma de povo germânico


Rude, sou gelo. Pedra


sem flores nos olhos.

14 de dez de 2009

Turbilhao desconexo

Após alguns momentos de ausência, paro hoje para descrever um pouco da minha intensa estadia em uma cidade estranhamente aconchegante.


Cá estou eu, em Ouro Branco, fazendo as provas do vestibular, que por sinal NÃO fui tão mal assim. Ainda conto para a Ada que fechei a prova de química e tenho que agradecer ao Laecio pela embolação esse ano com a Matemática.

Então aqui é uma cidade cara, tudo custa MUITO porém é uma cidade muito climatizada, vocês não tem idéia do privilégio que os moradores daqui têm, acordar todo dia com a vista maravilhosa dessa Serra que engloba toda a cidade é coisa mais renovadora que eu já presenciei.

Mudando os rumos,longe de todos e de tudo, tenho ouvido frases que me levam a intensas interpretações, ouvir do meu Pai: “Fica firme ai!” é mais do que me sentir estável, é como se essa frase me revelasse a vontade tamanha que ele sente em poder estar comigo nessa nova caminhada em minha vida, meus pais ainda não aceitaram que estou a meio passo da independência, que por um lado é bom, mas por outros são ruins,então não entrarei em maiores detalhes.

As noites aqui são mais escuras, as ruas não tem tantos postes de luz, é como se a população gostasse do brilho natural da lua que por sinal é iluminada pelo Sol. Enfim, quando anoitece e geralmente quando me acontece de ter sono, durmo, e estou tendo sonhos estranhos porém tão verdadeiros que acordo alegre, como foi bom acreditar por uma noite que o meu adorado e apaixonante cão não havia morrido, senti ele em meus braços, o meu olfato ainda lembra do cheiro dele, eu me diverti intensamente, matei a saudade do cão mais massa que eu já “conheci” na vida. Hoje estou com uma grande dúdiva, será mesmo que cães não possuem alma?

Não sei, mas estou um pouco convencida que sim.



Sinto saudade de todos, Jesus,gui,maepai, praça e das conversas.

PS: o título ta sem o tiu porque nessa meleca de Notbook eu nunca vou achar um C cidilha.
quanto ao resto o word corrigiu pra mim, estimo ele demasiadamente.

4 de dez de 2009

.



Fora pedido que eu fizesse o vídeo e os escritos da formatura do meu terceiro ano.
Logo quando fiquei sabendo pensei:

“ Uma grande oportunidade para me vingar  daquela que me tirou um amigo!”

Mas agora, frente a frente com as fotos, descobri que não é do meu feitio a vingança. Até mesmo porque, tenho pensado muito e cheguei à conclusão que não vale a pena amargurar-me pelo simples fato de ver um amigo seguindo caminhos obscuros.

Cada um sabe de si.

É claro que nunca esquecerei das encenações de amizades vinda dela, dos falsos abraços, das palavras mentirosas. Não devo esquecer porque foi um aprendizado na própria pele de como o mundo é impregnado de pessoas maliciosas e dissimuladas.Tenho agora a obrigação de nunca ser enganada por falsos indivíduos.

No final, devo-a grande consideração, pois foi através dela que aprendi como não se deve agir na vida e então meus valores humanos ficaram muito mais fortes e constantes.

Desejo apenas que ela o faça muito feliz e que o arrependimento jamais passe pela mente dele, porque do contrário, as amizades perdidas, os momentos não vividos, as ofensas, o esquecimento e a infelicidade serão episódios freqüentes na mente do meu não mais amigo.
Que ela faça valer a pena todo o passado esquecido e todo o futuro aprisionado.
Sejam felizes, vocês merecem!





PS: Tudo bem , a parte do "sejam felizes" foi totalmente irônica,
mas vai que aquela teoria do que tudo que você deseja volta em dobro
for realmente verdade, melhor não arriscar.

Marina  R. Gontijo Teixeira 

1 de dez de 2009

Decisiva.


Tenho peculiares ríspidas, nunca pertenci ao clã dos “Em cima do muro”. Para mim se escancara a porta ou a fecha de vez, nada de deixá-la entreaberta.Portas semi-abertas transmite insegurança, por elas apenas decorrem semi-ventos, meias verdades e muita insensatez. Entre vãos e brechas passam pouco do que poderia passar ou muito do que não precisava. 
 Marina R. Gontijo Teixeira
Ps: co-autoria Flora