18 de mai de 2011

Meu namorado às vezes me critica porque escrevo ou coloco algo em meu blog relacionado a criticas da sociedade. Ele argumenta que eu exponho, mas não vivo o que digo. Em parte concordo com ele, eu deveria ser um exemplo vivo, corporificar minhas palavras. Mas o que talvez ele não entenda é que as minhas ondas de “revolução” são o meu corpo acordando para uma dimensão que vai além dos dezoito anos vivendo uma “ditadura” de falsos ideais. Quiçá com mais idade, eu seja capaz de fazer valer com eficácia tudo aquilo que minha mente idealiza.
Meu amor, obrigada por ter a delicadeza de me mostrar as minhas falhas e mesmo assim continuar sendo doce, ter sua pessoa ao meu lado, me ajuda a evoluir os pensamentos. 

Nenhum comentário: