29 de jan de 2011

Eu sou medrosa, você me fez saber disso. Eu virei uma moça desde quando você me apareceu. Eu nunca tive medo de nenhuma pessoa, nem de nada, eu até me achava forte e corajosa. Nunca me preocupei com ninguém que fosse embora sozinho da minha casa, mas a idéia de te ver saindo do portão na madrugada fria me enche de temor, o amor é cuidadoso menino, eu não quero nunca te ver em situações ruins. Se eu pudesse mesmo te guardaria na minha caixa de cuidado extremo, lá você ficaria longe de todo mal do mundo, nem resfriado, nem dor de cabeça te incomodariam. Mas, o mundo ta aí, e nem tudo é como deveria ser.
Te cuido!

Nenhum comentário: