24 de nov de 2009

sersó, sóser.

__ Só! sempre só! - Dizia o jovem
Essas palavras despertaram um eco doloroso no espírito de Bernard.Só.. só...
__ Eu também - respondeu, num impulso confidencial. __Terrivelmente só.
__Você também?- Jonh mostrou-se surpreso. __Pensei que no Outro Lado... É que Linda sempre dizia que lá ninguém jamais estava só.
Bernard corou,contrafeito.
__Você vê - disse,balbuciando e desviando os olhos . __ Eu acho que sou um pouco diferente da maioria das pessoas. Quando por acaso, alguém é diferente desde a decantação...
__Sim, é isso mesmo . - O jovem confirmou com sinal de cabeça .
__Se uma pessoa é diferente, é fatal que se torne solitária. A gente é tratado de um modo abominável. Acredita que eles me conservaram afastado de tudo, absolutamente tudo? Quando os outros rapazes foram passar a noite nas montanhas ( você sabe, quando a gente deve ver em sonho qual é o seu animal sagrado.),eles não consentiram que eu fosse com os outros, não quiseram me revelar nenhum dos segredos.
O que não me impediu que o fizesse sozinho.  
(Trecho do livro Admirável mundo novo).


_________________________________________________________________________________

Pessoas inabitadas são solitárias e muitas vezes padecem com a angústia, no entanto são pessoas sutis. Entende-se por ser solitário aquele que tende a ser repudiado, padecido e muitas vezes esquecido. Todavia há entre esses seres infinitos paradoxos. Creio que o fato de ser só torna-os independentes, pessoas capazes de ir à luta independendo da precisão de alguém. Conseguem fazer o deserto de suas vidas enflorarem em triunfos justados.
Antes só que mal acompanhado, essa conjetura está ainda mais atém em mim quando pondero a orbe sórdida em que vivemos .
Marina R. Gontijo Teixeira


Nenhum comentário: