24 de set de 2010

Júbilo



Fome de sossego. Fome de quietação, de bem estar, de coração repousado em uma nuvem de paz. Fome de serenidade, placidez, de coração tranqüilo.  
Fome de presente bem vivido, de passado bem guardado e futuro concebido. Fome de crescer, evoluir, somar em pensamentos, traduzir e perpetuar. Fome de perdão, de temperança, fome de esforço.
Fome de música leve em meus ouvidos: Filha estou aqui. Fome de esvaziar o que me torna pequena, de zerar meus preconceitos, de ser mais coração que cabeça, de deixar o vento me levar.
Fome de não me sentir cheia, de ser maior que obstáculos, de matar um leão por dia. Fome de entendimento. Fome de direção, de um caminho certo, de seguir. Fome de não ter medo de chorar de sorrir de viver. 
Fome de enfim ser, em alto e bom som tudo o que me constrói por dentro. 
Exteriorizar.
Estou faminta de minhas satisfações. 

Aqui jazz, uma pessoa saciada. 

2 comentários:

Löяy Davis.... disse...

Que delícia desse post... XD
Saciar as satisfações. Não há nada melhor.

Lincio disse...

Mandou suuuper bem. Gostei (: