7 de abr de 2010

.

porque mesmo com todos os embaraços familiar,
eu trocaria tudo só para ter meus amores ao lado meu.
Eu até pareço forte.
Mas hoje só Adélia me entenderia.


Meu Deus,
me dá cinco anos.
Me dá um pé de fedegoso com formiga preta,
me dá um Natal e sua véspera,
o ressonar das pessoas no quartinho.
Me dá a negrinha Fia pra eu brincar,
me dá uma noite pra eu dormir com minha mãe.
Me dá minha mãe, alegria sã e medo remediável,
me dá a mão, me cura de ser grande,
ó meu Deus, meu pai,
meu pai.

Nenhum comentário: