20 de out de 2009

Aversões




Odeio a falta de compromisso com a vida que algumas pessoas tem,
Odeio tanto que me faz arrepender das coisas que escrevo.
Odeio esse inferno de fim de ano,
Odeio não saber o rumo que  minha vida tomará
Odeio essa pressão disfarçada.
Odeio ter dezessete anos e tomar decisões que refletirá nos meus trintaquatenta .
Odeio não ter o controle da situação.
Odeio perder a ingenuidade e saber agora grandes verdades que desconhecia.
Odeio o medo das amizades submergirem.
Odeio meu gênio forte e meus atos impulsivos.
Odeio essa minha altivez, empáfia, esse orgulho.
Odeio a lacuna consanguínea que impede de cunhar laços.
Odeio não estimar todas essas coisas.
Se caso estimasse , a minha vida seria decisivamente simplificada.
Talvez esse seja o ponto,não costumo gostar da facilidade.
Uma pena. 
 



Nenhum comentário: