15 de dez de 2010

Contos da Cora

( atenção , tudo não passa de ficção, visto que ninguém merece essa realidade)

Cora, embora tenhamos nos tornado amigos, queria poder voltar ao passado , para lhe dizer todas as barbaries que guardei comigo com medo de te magoar. Olha só , justo você que foi tão podre comigo, eu tive a sensibilidade de não falar tudo que eu sentia. É certo que suportei tudo por ter um sentimento e que pena de te-lo tido, não sinto hoje orgulho de nada do que fomos, sinceramente tenho nojo de lembrar dos nossos passeios de mãos dadas, sua mão é suja, você é suja, sua mente é suja. Eu deveria ter cuspido na sua cara, você não era ninguém para fazer tudo que fazia. Não tinha nada a acrecentar em minha vida. Não sei porque te suportei. Como você tinha coragem de me encarar no dia seguinte, eu no seu lugar me sentiria pior que lixo, porque isso não é atitude de ser humano.Uma vez alguém que te ama muito me disse que você não nasceu para fazer ninguém feliz, eu achei um absurdo, mais hoje concordo plenamente. Você é podre, e não tem solução.Você brincou com minha vida, e eu bobo passei longos dias a aguardar anscioso sua vinda. Eu queria ter mandado você ir para a puta que te pariu, e pra onde mais você quizesse ir. Eu queria ter sido bem canalha, te enganado e feito de você uma palhaça, sentir na pele as vezes tornaria você um pouco menos babaca. Quem diria que um dia eu me arrependeria de ser honesto e prestar. Homem que é homem não pode ficar parado tem que partir para o ataque não é?Meus pais me educaram muito mal, se não fosse por eles, hoje eu não teria me sentido um burro.
Te envio por essa carta o tapa na cara que você mereceu.

- Com esse alivio, podemos ser verdadeiramente amigos menina.

Um comentário:

Lise disse...

não sei se cabe a esse texto, mas que delícia de ler. haha PQP!