8 de ago de 2010

Flores Astrais, refletiram


Saia da garganta e do pensamento, deixa ser passada para o papel tudo o que você sente. Eternize seu crescimento, suas vontades, seus pensamentos. Deixe viva tua história, teus conflitos, agonias e contemplações. Escrever te aliviava tanto, suas palavras sempre certas , acalma-te que o barco flui. Flutue nessas bolhas de sabão, imagine e viva. Abra-se, deixa de lado esse muro e incendeie as portas. Eu quero ler teu sorriso, interpretar teus sonhos e vigiar teus medos. Menina Marina, crescer é difícil, mas permita se florescer, desabroche e continue tirando coelhos da cartola. Sua mágica me encanta, inocente pensar, tenha orgulho de tudo que lhe envolva, desate os nós e crie cada vez mais laços. Seja para sempre essa casinha simplesinha, acolha os aflitos e abrace o mundo.E nunca, nunca te renuncie É você a essência do meu eu. Meu cheirinho de alecrim, minha menina guardada em mim.