29 de mar de 2010

Os crimes atuais
São tão iguais
Aos de nossos ancestrais
Nós não evoluímos
Só andamos pra trás
Pobres de nós, Neandertais
As novas invenções
São armações
Empresas e religiões
Em busca de razão
Por não haverem razões
Os humanos e suas contradições
Neandertais, Neandertais (Crimes sexuais, Moralistas imorais)
Neandertais, Neandertais (Radares digitais e Crianças nos sinais)
Neandertais, Neandertais
Ainda somos iguais
Milhares de anos atrás
As penas capitais
Parecem mais
Torturas medievais
Na câmara de gás
A fila segue em paz
E ainda nos julgamos racionais
Neandertais, Neandertais (Emissários da paz, Assassinos seriais)
Neandertais, Neandertais (Conhecidos boçais, de outros carnavais) Neandertais, Neandertais
E aos maiores arsenais
O Prêmio Nobel da Paz
Homem das cavernas
Homem.com
Passeando no futuro da cyber-extinção
 Neandertais, Neandertais
Ainda somos iguais milhares de anos
 Ainda somos iguais milhares de anos
Ainda somos iguais milhares de anos atrás

Nenhum comentário: