5 de jan de 2010

Estranha amizade

Recebi uma carta enviada para uma amiga. Era mais ou menos assim :

"Estranho, mas eu tenho uma aptidão bem grande de percepção. Pego no ar, qualquer variação. E você amiga, não sabe como me dói ter por ti afeição e não receber o mesmo. Não te avalio pelos seus atos, é sempre vistoso andar com a Turma mais badalada (mesmo que eu não ache isso) e até compreendo que eu não faça esse tipo.


Ultimamente percebo seu sorriso um tanto quanto “amarelo” para minha pessoa, sinto falta de sinceridade e sufoca-me essa circunstância.

Isso me faz mal, afinal, penso agora que tudo o que vivenciamos juntas não passou de veemência. Será que arquitetei essa amizade em bases aleivosas? Ou será que entrei no seu eterno jogo? Não sei e nunca saberei.

Sei apenas da minha dor, do meu ressentimento. Sei do quanto sofri silenciosamente ao perceber algumas mentiras, como o dia que precisei de uma bolsa. Fora me dito que ela havia sido perdida, mas ao entrar no seu quarto, estava lá pendurada na porta. Calei. Não seria por pouca coisa que eu arremeteria até então a minha amizade concreta, afinal você tinha todo direito de não querer emprestar nada, só acho estranho que esse direito tenha se transformado em mentiras, penso eu que uma verdade por mais inconveniente ou receosa que seja, vale mais que qualquer outra aleivosia. Sei das caras fechadas ao ver minha alegria. Sei das vezes que sorria por fora, mas se roia por dentro. Não sei se você sabe, mais eu sei disso tudo.

E ainda cultivo em meus contemplares a minha vontade de te ver feliz sem camuflagem, você nasceu para brilhar, desejo para você toda prosperidade sempre. E assim, abstraio tudo o que me incensa para baixo , torno-me então alheia. E alheia sendo, encontro novas companhias, novas manias, novos enganos e novas conquistas.

Assim permito-me sentar em um bar e ver-te em outra mesa, e mesmo que não venha de você o convite para juntar-me contigo , de longe eu ainda conheço seus passos e vejo os seus erros.

Se algum dia, por algum motivo, em qualquer lugar, precisar, estarei aqui.
Não correndo atrás, apenas esperando você acordar.
Com o mesmo sentimento por você.

Seja feliz! Feliz 2010! "




 Li , li novamente .. to lendo denovo , lerei sempre. Para que comigo não aconteça isso.
E olha que eu nao frago muita coisa.

Nenhum comentário: