1 de out de 2009

Amigo

.

Meu amigo ,
agradeço pela falta de confiança,
pela preguiça e pelas injustas imposições..
Saiba que meus atos nunca foram direcionados a te afetar e magoar.
O erro faz parte do meu cotidiano, estou sempre dando passos em falso.
Talvez a minha inocência fez-se maldade em teus olhos.
E as bocas dos desafetos tenham trazido um abismo em nosso pés!
Você me dava chão.
Mais hoje, mesmo que sem brigas, algumas de suas citações, cortaram-me.
Trouxe a mim angústia maior, não pelas palavras mais pela falta de conteúdo.
Sou fraca,grossa,pedra,chata,ansiosa e milhoes de "sous". Só não tenho em meus defeitos a falsidade. Tudo o que falo é porque sinto.
E eu sinto a falta das recordações.
Vire-se.

Nenhum comentário: