22 de set de 2009

Relatos de uma prole..

.


Não sei até que ponto uma pessoa aguenta viver em constante conflito.As desavenças, causam mudanças na vida de todos que participam direta ou indiretamente dessa situação nada agradável. Em famílias cujo não há paz, pais e mães responsáveis por fazer da casa um lar,acabam levando seus problemas e complexos para o dia a dia da família.
Os filhos,frutos de um amor,são os mais afetados.Sofrem ao ver dois amores “desamando”.O coração de um filho não consegue amar mais a mãe ou o pai. E talvez por isso,seja tão fácil notar mudanças de comportamento. Eles perdem o rumo e muitas vezes não tem a quem recorrer.Sentem-se impotentes e frustram-se vendo as pessoas mais importantes de suas vidas sofrendo. Há os filhos mais desgarrados, que tratam logo de deixar a casa e os problemas, passam a viver em função do próprio umbigo. E esquecem que sua família caminha para o abismo,uma tragédia anunciada.Antigamente, eles pensavam em ligar, para saber como andava a vida, porém hoje já não fazem questão desse contato.
Resta então ao filho caçula a carga de sofrer sozinho e calado. Guardando seus medos e derramando lágrimas a cada anoitecer.
Resta ao filho que ficou, a incerteza de como será o próximo dia.
Resta ao filho caçula, o resto do que um dia fora uma união.


PS:

prole
[Do lat. prole.]
Substantivo feminino.
1.Descendência.
2.Filho ou filhos.



.